AS ÁRVORES GIGANTES DE SILÍCIO DA IDADE ANTEDILUVIANA

 

E se as montanhas de topo achatado que existem hoje fossem na verdade apenas os tocos de gigantescas árvores do passado? Esta é talvez a teoria mais fantástica com que eu já deparei desde o início do ano! Tomei conhecimento dela por acaso quando assistia alguns vídeos no Youtube e descobri que existe pouca informação em português sobre essa exótica tese.

Como bem sabemos, o Carbono é um elemento base para a vida. E em 1974 o rádio telescópio Arecibo enviou uma mensagem para as profundezas do espaço com informações sobre o planeta e sobre a nossa civilização, essa mensagem apontava o Carbono como um dos elementos primários para a constituição de vida na Terra. O sinal (em código binário) foi enviado na esperança que uma possível civilização extraterrestre pudesse "esbarrar" nele ao acaso um dia.

Curiosamente, dois Crop Circles foram encontrados em 21 de agosto de 2001 em Hampshire, no Reino Unido e a mensagem era uma aparente resposta ao sinal enviado em 1974. Este código, foi deixado em uma plantação perto do rádio telescópio de Chilbolton e informava que os supostos seres que estariam respondendo àquela mensagem tinham o silício como base da vida e não o Carbono como nós humanos. É aqui que entra a tal teoria das árvores gigantes e do mundo petrificado...

Em algum momento no passado, ainda na era pré-diluviana, existiram homens gigantes sobre a Terra (Ler Genesis 6:4), chamados de Nefilins. A Bíblia descreve esse povo como “os varões de fama da antiguidade” e os relaciona com o aumento da iniquidade no mundo. Até aqui já sabemos. Mas, estudiosos e integrantes de um movimento chamado “No forests” (Sem florestas) tem afirmado que naqueles tempos remotos existia toda uma forma de vida baseada, não no Carbono como nós, mas em outro elemento químico: O Silício. Desta forma esse mineral era a base da vida não apenas dos homens, mas também dos animais e das... árvores!

O silício é o segundo elemento mais abundante da crosta terrestre, atrás apenas do Oxigênio e o Quartzo e suas variedades são formas cristalinas de silício existentes na natureza. Atualmente esse material é muito importante na indústria da tecnologia, sendo usado na fabricação de componentes eletrônicos, microchips de armazenagem de memória e na inteligência artificial. Então... Por ser um bom condutor de energia essas árvores do passado geravam frutos gigantes, como os cachos de uvas que os espiões israelitas colheram quando entraram em Canaã e precisaram de dois homens para conseguir carregar (Cf Números 13:33). Essas árvores tinham vários quilômetros de altura poderiam ser poderosos sistemas de inteligência da antiguidade, mas os gigantes (Nefilins) cortaram todas elas, pois necessitavam do seu composto mineral.

Os Nefilins destruíram estas árvores gigantescas, pelo seu composto mineral tão necessário para eles, é como se o nosso mundo fosse uma pedreira de pedras preciosas que foram extravidamente extraídas para o benefício dessas entidades, naqueles tempos havia também uma maquinaria supra-tecnológica e capaz cortar pedras.

Não vemos hoje nossa própria espécie destruindo e esgotando os recursos naturais sem a menor preocupação com o futuro? Os nefilins faziam o mesmo naqueles primeiros dias da Terra! São exemplos de remanescentes daquelas árvores descomunais: A ‘Torre do Diabo’ em Wyoming (EUA) e o monte da fortaleza de Massada em Israel. Aliás, a ‘Torre do Diabo’ e formada por colunas hexagonais, muito semelhante ao que aprendemos em aulas de botânica sobre a estrutura interna das raízes.

 Gigantes de pedra

Mas o que aconteceu com esses antigos habitantes da Terra? Os gigantes de pedra que teriam cortado essas árvores descomunais? Não se sabe ao certo. Mas, o canal do Youtube Age of disclosure faz um estudo onde revela dezenas de formações rochosas ao redor do mundo que se assemelham a rostos, olhos, mãos humanas e até animais gigantescos. Ou seja, formas de vida que estariam na verdade petrificadas, vítimas de algum processo ainda desconhecido para nós. Alguns sugerem que PLASMA e o silício interagiram em determinadas condições especiais e o fenômeno petrificou os seres vivos deste passado remoto. Tudo isso antes ou durante o Dilúvio. Essa “nova ciência”, que trabalha com vestígios de fósseis de pedra gigantescos está sendo chamada de Mud Fossils. Já foram encontradas inclusive veias e artérias dentro de cavernas!

O tema dos gigantes, aplica-se a todo o ambiente biológico, teve animais gigantes e árvores gigantes mantidos dentro se grande quantidade de informações como uma memória, eu estou falando sobre um modo de vida baseado em silício, em vez de na carbono

Olha, não sei se é possível existirem seres baseados no silício. Mas... Quando enquanto fazia esta pesquisa imagine o quanto não fiquei surpreso quando me dei conta que o Carbono, elemento primário para a vida humana, tem como número atômico 6 (número de prótons), além de possuir 6 elétrons e.. 6 neutrons! Isso mesmo 666... Na numerologia bíblica o número “seis” representa o homem e a imperfeição. Parece que até em nossa composição Deus faz questão de nos lembrar de nossa natureza decaída e sujeita a degradação!

Hoje continuamos a fazer muitas perguntas sobre arqueologia e monólitos, mas tanto a Bíblia quanto a ciência mostram que pedras preciosas são poderosas fontes de energia, temos o peitoral do Sumo Sacerdote composto de "pedras preciosas" que são quartzo e silício, e também O Templo da Nova Jerusalém é formado por essas mesmas pedras e vemos como nossa tecnologia essencial é baseada no silício, graças ao fato de ser um semicondutor.

Digamos que esses grandes arcontes celestes vieram arraigar toda árvore gigante da terra, deixando apenas os minúsculos arbustos que temos hoje, enquanto as grandes montanhas que vemos são apenas um monte de tocos de silício e pedreiras cheias. de detritos.

Essa teoria é tão fantástica que se torna um pouco difícil de ser aceita... Porém, ela não é improvável! Algumas formações, em especial essas hexagonais, nos deixam com a pulga atrás da orelha. A Torre do Diabo, por exemplo, parece claramente com o toco de uma gigantesca árvore de 6 ou 7 quilômetros de altura.

Na Torre do Diabo, também podemos ver como as suas colunas centrais não são completamente vertical, mas curvada na superfície, como resultado, e como cada árvore faz naturalmente. Se fizermos um cálculo de simulação teria uma árvore de silício cerca de 8 km, pelo menos.

‘Torre do Diabo’ em Wyoming (EUA)

E convenhamos, é mais fácil acreditar nisto do que nas explicações oficiais: De que seriam formações vulcânicas de magma. E que tamanho deveria ter uma parreira para que desse uvas tão grandes que precisariam ser carregadas por dois homens de tamanho normal? E que espécie de humano PLANTOU essa parreira? A respeito dessa gente os israelitas chegaram a exclamar “éramos como gafanhotos aos olhos deles! ”.

Embora haja bastante divergência sobre o tamanho exato destes gigantes é certo que eles existiram. Poucos sabem, mas até mesmo machados enormes já foram encontrados no Iraque. Essas evidências são mantidas em segredo por um motivo muito simples: Elas destroem com a teoria da evolução, que se tornou uma espécie de “establishment’ inquestionável nos meios acadêmicos. Por essa razão as viagens e pesquisas de campo por conta própria se fazem tão necessárias para os estudantes dedicados. Mas... apesar dos estudos e das especulações, o passado remoto parece tão obscuro quanto o futuro. Então não me arrisco a afirmar nada sobre esse tema. Mas sugiro que estudem e assistam os vídeos neste post são bem interessantes.

Vale do silício -califórnia

As empresas de tecnologia dependem de silício para seus projetos, não em vão o capital da indústria de computadores é chamado de "Vale do Silício" (Vale do Silício), onde estão localizadas as sedes de empresas como Google, Apple, PayPal, Intel, etc. Originalmente, a denominação estava relacionada ao grande número de inovadores e fabricantes de microchips de silício fabricados lá.

Então temos silicones gigantes, então o silício é um grande condutor de energia, essas árvores geraram frutos gigantes, como o cacho de uvas gigantes que a Bíblia fala.

Números 23:24 "Quando eles chegaram a um córrego, eles cortaram um cacho de uvas tão grande e pesado que tiveram que carregá-lo entre os dois. Os outros trouxeram granadas e figos. O aglomerado que os israelitas cortaram lá era tão grande que eles o chamaram de Escol, que significa "cluster".

 Na Irlanda temos mais evidência de nossas árvores gigantes de silício, de acordo com a Wikipedia isso é colunas de basalto interligados e fruto de "erupções vulcânicas", no entanto, que não tem lógica, todos nós sabemos como uma erupção vulcânica, e nunca vi padrões precisos de hexágonos, como resultado de lava fria.

Impossível explicar a wikipedia e ciência são estes rochedos de basalto, se você optar por acreditar que é erupções vulcânicas, desejo-lhe sorte.

Isto é como as árvores crescem dentro, e é assim que as árvores gigantes crescendo silício.

Daniel 4: 13-15 "Na visão que tive enquanto estava descansando em minha cama, vi diante de mim um mensageiro santo descendo do céu e gritando comigo:" Derrube a árvore e corte os galhos; Arrume as folhas e espalhe as frutas! Faz com que as feras fujam de suas sombras e os pássaros deixem seus ninhos! Mas deixa toco e raízes enterradas; prenda-os com ferro e bronze entre a grama do campo. Deixe-o mergulhar no orvalho do céu, e deixe-o habitar com os animais e entre as plantas da terra "

Daniel 4:10 - 12 "E as visões da minha mente, que eu vi estando na minha cama, foram assim: Eu vi uma árvore no meio da terra, cuja altura era muito grande. A árvore cresceu e se tornou forte, sua coroa alcançando o céu, e era visível das extremidades da terra. Sua folhagem era linda e sua fruta abundante, e nela havia comida para todos. Sob ele as feras do campo encontravam sombra, as aves do céu habitavam em seus ramos e todas as criaturas viventes se alimentavam dela.

Galeria do Artigo

Artigos Relacionados