Desvendado o mistério das “portas do inferno”

Desvendado o mistério das “portas do inferno”

Desde 2013, misteriosas crateras têm aparecido nas penínsulas de Yamal e Gida, na região russa da Sibéria.

Uma delas, conhecida como “a porta do inferno” continua crescendo, preocupando toda a comunidade científica internacional. No ano passado, surgiu por lá outro gigantesco buraco, com 20 metros de diâmetro e 30 metros de profundidade. Agora, cientistas acreditam ter desvendado a origem desse fenômeno.

Ao todo, surgiram 14 crateras na região nos últimos 8 anos. Desde então surgiram diversas teorias bizarras para tentar explicá-las, algumas delas envolvendo alienígenas ou testes de mísseis. Mas novos estudos apontam para outra causa.

Desvendado o mistério das “portas do inferno”

Os cientistas usaram um drone para criar um modelo 3D da cratera mais recentemente avistada, que eles acreditam ter sido causada por uma explosão entre 15 de maio e 9 de junho de 2020. A pesquisa confirmou uma hipótese já levantada anteriormente: o acúmulo de gás metano em uma cavidade de gelo causou uma explosão que formou a cratera. O estudo foi liderado por Igor Bogoyavlensky, da Academia de Ciências da Rússia.

Segundo os especialistas, o aquecimento global está fazendo com que o solo da região comece a derreter, liberando metano na atmosfera. Isso é uma má notícia, já que esse é um gás de efeito estufa 30 vezes mais poderoso que o dióxido de carbono, causando uma espécie de explosão natural que cria esses tipos de crateras. Nos últimos anos, a Sibéria vem apresentando temperaturas recordes. No ano passado, os termômetros de lá chegaram a atingir 40° C.

FONTE: Lad Bible, CNN E HISTORY.

Artigos Relacionados
COMENTÁRIOS

Olá, deixe seu comentário para NOTAS DO APOCALIPSE, como sobrevivemos?

Enviando Comentário Fechar :/