DOCUMENTÁRIO - A JUVENTUDE HITLERISTA: O ÚLTIMO SOLDADO INFANTIL - VÍDEO

DOCUMENTÁRIO - A JUVENTUDE HITLERISTA: O ÚLTIMO SOLDADO INFANTIL - VÍDEO

“Mergulhamos na loucura nazista, como uns drogados. ”

“Mergulhamos na loucura nazista, como uns drogados. ”

“Uma democracia problemática ainda é melhor que um Estado totalitário.” Hans Müncheberg (entrevistado, sobrevivente da Juventude Hitlerista)

Esse é o tipo de documentário que deveria ser transmitido com frequência. A partir das entrevistas com sobreviventes da Juventude Hitlerista, compreendemos as consequências de seguir um político cegamente.

Em 1943, a Juventude Hitlerista foi incumbida da defesa antiaérea das cidades alemãs, contra os bombardeios aliados.

As crianças ficaram felizes de serem convocadas para a guerra, pois, não iriam à escola. A partir disso, percebemos que pela inexperiência de vida, eles não faziam ideia do que aquilo significava.

Juventude Hitlerista, reunião em completo fanatismo.

As imagens de destruição das cidades alemãs não eram veiculadas, lembrando que o regime nazista era totalitário, então, toda a imprensa estava censurada.

Conforme o avanço aliado foi se intensificando, a propaganda nazista seguia o mesmo ritmo, a população tinha a mente lavada com publicidades pró nazismo, 24 horas por dia.

As pessoas jovens eram as mais fanáticas, totalmente submissas a Hitler. Sua imprudência e barbárie eram notáveis e o regime as louvavam.

Juventude Hitlerista faziam de tudo por Hitler.

Mesmo com a derrota alemã nas batalhas de Stalingrado e Normandia, a maioria dos jovens da Juventude Hitlerista não ousavam a questionar, até crianças de 10 anos começaram a ser convocadas e por mais absurdo que pareça ninguém se perguntava se havia algo errado.

Na Batalha de Berlim, enquanto os adolescentes eram abatidos como moscas pelos soviéticos, Hitler estava protegido em seu bunker. A partir daí a máscara do nazismo começou a cair.

Apesar do sofrimento, ainda a população alemã escutava de Hitler, que o povo era covarde e merecia a cidade bombardeada. O “fürer” não tinha nenhum senso de realidade, vivendo em um mundo da fantasia.

Alguns sobreviventes da Juventude Hitlerista trabalham dando palestras em escolas, contando os horrores, em que eles foram submetidos, por não valorizarem a democracia.

Atualmente, vemos uma quantidade grande de gente no Brasil, pedindo intervenção militar, enquanto outros praticamente colocam suas mãos no fogo em prol de políticos.   

Fica aqui o depoimento desses sobreviventes nos alertando sobre as consequências da falta de senso crítico e da desvalorização da democracia.

 

Artigos Relacionados
COMENTÁRIOS

Olá, deixe seu comentário para JORGE ORWELL 1984 - DOCUMENTÁRIO EM VÍDEO

Já temos 2 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Terezinha Espinosa de Oliveira

Terezinha Espinosa de Oliveira

Excelente! Como diz Eliane Maciel:”A verdade dói mas liberta!”
★★★★★DIA 06.03.19 10h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
GISLAINE LAUER

GISLAINE LAUER

E como dói ;)
★★★★★DIA 12.03.19 16h44RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/