É CRIADO O SOM QUE PODE ATE FERVER AGUA

Um som tão alto que faz água líquida virar vapor, de uma hora para outra. Foi esta a mais recente (e ruidosa) invenção de pesquisadores do Centro de Aceleração Linear da Universidade Stanford – um dos aceleradores de partículas mais importantes dos EUA.

O barulho surgiu quando o poderoso laser de raios X do laboratório (apelidado de SLAC) atingiu minúsculos jatos d’água com energia de alta frequência. O impacto foi tão intenso que forneceu a energia necessária para a água mudar de estado físico instantaneamente. Mas ele não foi apenas forte, foi absurdamente barulhento. 

O som do choque chegou a 270 decibéis, mais alto do que o lançamento do foguete mais “escandaloso” da NASA – que atingiu os 205dB. Se esse barulho acontecesse fora d’água, seus tímpanos seriam a última das suas preocupações – já que a pressão seria suficiente para rasgar as células do coração e do pulmão.

Para ilustrar o tremendo jato de energia, os autores da pesquisa divulgaram o GIF abaixo. É interessante notar que a energia gigante fica ali no limite do que seria necessário para obliterar a H2O – mais um pouquinho e ela destruiria completamente as moléculas presentes ali. O impacto fica um pequeno passo atrás dessa “onda de destruição” – fornece energia suficiente apenas para que as moléculas sejam abaladas, mas se “reorganizem” na forma de vapor.

Galeria do Artigo

Artigos Relacionados